PUB
Site Logo
Site Logo

Polifonia arouquense faz-se ouvir na Feira das Colheitas 2022

15-9-2022,     579


Bandua e Tiago Pereira juntam em palco cerca de 80 vozes arouquenses provenientes de nove conjuntos etnográficos e grupos informais num espetáculo que pretende enaltecer as raízes tradicionais do território e o vasto património cultural polifónico. O concerto comunitário está agendado para o primeiro dia da Feira das Colheitas, quinta-feira, 22 de setembro, pelas 22h00.

Oriundos de diferentes marcos geográficos do concelho de Arouca, o Conjunto Etnográfico de Moldes de Danças e Corais, as Cantadeiras de Adaúfe, o grupo informal de Regoufe, o Grupo Etnográfico de Danças e Cantares de Fermedo e Mato, as Cantadeiras do Centro Cultural, Recreativo e Desportivo de Santa Maria do Monte, as Cantadeiras de Cabreiros, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Arouca, as Cantadeiras de Souto Redondo e o grupo informal de Tropeço dividem palco no primeiro grande concerto desta edição do maior evento concelhio.

O inusitado encontro de perto de oito dezenas de vozes acontece após a passagem do projeto “A música portuguesa a gostar dela própria” pelo concelho de Arouca, dando seguimento à sua assumida missão de documentar, valorizar e divulgar processos e práticas musicais e manifestações de cultura popular. O diretor artístico Tiago Pereira junta neste espetáculo de raízes assumidamente tradicionais os Bandua – que dão nova roupagem a temas tradicionais da Beira Baixa, aliando-os ao folk eletrónico – e a polifonia arouquense.

Além de um coral de perto de uma dezena de vozes a acompanhar em permanência toda a performance dos Bandua, serão apresentadas três canta típicas, num momento que tem vindo a ser ensaiado em específico para esta apresentação pública e onde estarão agrupadas as formações participantes.

O concerto é parte integrante da programação da Feira das Colheitas que após um interregno de dois anos volta ao centro da Vila de Arouca, de 22 a 25 de setembro.


imagem topo
PUB