Arouca adere à Rede Nacional de Turismo Industrial

21-3-2022, Arouca     612


Aproveitando a reunião dos principais destinos turísticos do país, a propósito da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, a entidade regional de turismo do Porto e Norte de Portugal promoveu, esta quinta-feira, dia 17, a assinatura de protocolos de adesão à Rede Nacional de Turismo Industrial com oito municípios nacionais. A presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém esteve presente na assinatura dos protocolos que envolvem seis parceiros locais.

Com a adesão a esta rede nacional, o município passa assim a apostar também num novo segmento turístico, tanto na vertente de indústria viva, como em património industrial. Desta feita, a gastronomia arouquense toma a dianteira deste tipo de oferta turística, que contará com visitas guiadas e apresentação dos processos confeção, com a adesão da A. Teixeira Pinto, por Tiago e Isilda Brandão (Doces Regionais de Arouca); Boroas & Companhia; Come_Sabores_de_Portugal; Destilaria Eduardo Noronha Dias (Pinguça); e Manuel da Silva Bastos (Casa dos Doces Conventuais de Arouca). Por outro lado, por via da Associação Geoparque de Arouca, juntam-se ainda à Rede as Minas de Volfrâmio de Rio de Frades; as Minas de Regoufe e o Radar Meteorológico de Arouca.

O Turismo Industrial irá permitir que, em Arouca, se possa estruturar e promover uma oferta ancorada em itinerários temáticos, em função da procura turística, dando resposta às expectativas dos visitantes que procuram experiências autênticas e originais, tais como compreender o processo de fabrico – atual ou passado – de determinado produto, perceber o modo de funcionar da maquinaria ou até experimentar o produto final.

Na sessão, também os municípios de Felgueiras, Gondomar, Maia, Matosinhos, Santa Maria da Feiram São João da Madeira e Vila Pouca de Aguiar se uniram a esta Rede Nacional, com a inscrição de mais de meia centena de parceiros a nível local.


imagem topo
PUB