Site Logo

U.Aveiro massifica testes à covid-19 combinando saliva, testes e plataforma digital

11-3-2021, Região     1066


Depois de desenvolver um novo método de testagem do SARS-CoV-2 através de amostras de saliva, o Instituto de Biomedicina da Universidade de Aveiro (iBiMED) acaba dar luz verde ao desenvolvimento de uma plataforma digital de registo de amostras e de envio dos resultados da testagem. A plataforma digital vai permitir à UA combinar a testagem de alta sensibilidade por RT-PCR e a auto testagem rápida com kit de antigénio, tornando possível realizar milhares de testes por dia. Com isso, a UA vai contribuir decisivamente para o programa nacional de massificação dos testes da covid-19.

A validação dos novos métodos será feita brevemente através da testagem de toda a academia de Aveiro (mais de 15000 testes num único dia) seguida de testagem contínua por amostragem com testes de saliva RT-PCR de alta sensibilidade. A plataforma digital para facilitar a massificação da testagem, registo de amostras e envio dos resultados, esta está a ser desenvolvida através de uma parceria com a empresa BMD software instalada no Parque de Ciência e Inovação (PCI-Aveiro).

“O iBiMED tem tido um papel ativo e inovador no combate à COVID-19, tanto ao nível da testagem do SARS-CoV-2 de alta sensibilidade por RT-PCR como na vigilância das suas variantes por sequenciação genómica, tendo realizado mais de 35 mil testes de RT-PCR em colaboração com uma vasta rede de 145 instituições regionais”, descreve o responsável.

Entre as instituições referidas estão os Centros Hospitalares do Baixo Vouga, de Entre o Douro e Vouga, os ACES e as creches e lares da região de Aveiro e de Viseu-Dão Lafões, em articulação com a Cruz Vermelha Portuguesa, e com o Instituto de Segurança Social, do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. A capacidade de testagem do iBiMED aumentou de 70 a 90 testes por dia no início de abril de 2020 para 400 testes por dia atualmente.

O novo Laboratório de Medicina do Genoma, que está integrado no Consórcio Nacional GenomePT de sequenciação de genomas, lançou um programa de vigilância regional das variantes do SARS-CoV-2 por sequenciação do genomas, em colaboração com os Centros Hospitalares do Baixo Vouga, de Entre o Douro e Vouga, o ACES de Santa Maria da Feira/Arouca, e o Centro Médico da Praça de São João da Madeira, havendo interesse em alargar esta parceria aos Centros Hospitalares de Vila Nova de Gaia/Espinho e de Tondela/Viseu.


PUB

zibiz.net